Profeticos 2.0

Profissão: Ex-BBB

Posted in Uncategorized by profeticos on agosto 28, 2009

Podemos até dizer que eles são oportunistas, mas não podemos condená-los por isso. Quando o Reality Show chegou ao Brasil, através do Pioneiro e Oportunista Mór Silvio Santos, percebemos que vários artistas aproveitaram para sair do ostracismo e ganhar um fôlego na mídia.

Para alguns foi um tiro no pé, Bárbara Paz participava de alguns filmes interessantes e tinha certo trânsito na Globo, podia aparecer numa novela e fazer uma carreira com seu sorriso maroto, mas a Casa dos Artistas manchou seu currículo e fechou a porta da emissora do Rio para ela. Leandro Lehart também decaiu tanto que podemos dizer que ele era mais famoso antes do programa.

Outros se mantiveram no mesmo nível de fama: Nana Gouveia, Matheus Carrieri, Mari Alexandre e Alessandra Scatena fizeram volume e a chance passou.

Já Alexandre Frota e Supla ressurgiram das cinzas, foram polêmicos e fizeram uma grana com a fama forjada. Hoje nenhum aparece tanto na mídia por seus talentos, mas conquistaram a estabilidade da carreira. Para o caso deles foi vantagem de negócio, acreditem.

Depois disso a Grandona do Rio lançou a versão oficial e legalizada do programa, idealizado pela Endemol, e obteve muito sucesso de audiência e renda. Fez algumas adaptações, processou os concorrentes e meio que monopolizou o formato nos próximos anos mantendo um certo lucro na relação custo/benefício do programa.

Mas a fonte secou.

Com quedas exponenciais de audiência (e renda) chegaram a cogitar o fim do BBB, um alívio para muitos e um fato como outro qualquer para a maioria.

Mas aí somos surpreendidos com A Fazenda, fazendo tudo de novo, celebridades pouco conhecidas, jornalista de apresentador, polêmicas e todas as contra-indicações de um reality show em horário nobre. A surpresa não foi a reciclagem e sim o sucesso do programa. Gerou notícia, patrocínio, audiência, críticas e celebridades instantâneas. Tudo que um “bom” reality show tem.

E quem será a nova Sabrina Sato para sobreviver ao vai e vem da maré de sucesso forjado? E qual será o “novo” programa idêntico ao de 10 anos atrás? E quem é que está assistindo ao No Limite?

Por isso que eu bebo nessa vida.

Anúncios